quarta, 18 de julho de 2018

Se barrado, Dagoberto ameaça fazer convenção na rua

21 AGO 2009Por 23h:40
     

        Karine Cortez

         

Manobra considerada golpista pelo grupo do deputado federal Dagoberto Nogueira suspendeu, por 3 votos a dois, a Convenção Municipal do PDT em Campo Grande, marcada para hoje. O seu rival no partido, presidente do diretório regional do PDT e deputado estadual Ary Rigo rebate a acusação de que articulou uma conspiração para impedir o grupo de Dagoberto de assumir o comando do partido na Capital. Dagoberto é acusado de sumir com documentos das pessoas indicadas por Rigo para compor sua chapa.

        O chefe de gabinete de Dagoberto, Sérgio Vieira, que representou o deputado na reunião de hoje, saiu atirando contra a manobra. "Foi um golpe", acusou. Mesmo assim, Dagoberto pretende mobilizar o seu pessoal para realizar a convenção "nem que seja na rua". Ele não aceita a decisão que suspendeu a convenção de hoje. "Considero um golpe e uma retaliação por parte deste grupo. Mas, vamos realizar a convenção, até porque a executiva municipal não tem autoridade estatutária para cancelar a convenção", enfatizou.

Leia Também