Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Saúde distribuirá 400 mil camisinhas

27 JAN 10 - 08h:06
Quatrocentos mil preservativos devem ser distribuídos pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) durante campanha de carnaval, que neste ano tem como tema “Aids: não brinque com ela”. Técnicos do Programa Municipal de Doenças Sexua lmente Transmissíveis estão acompanhando o cronograma de atividades da Fundação Municipal de Cultura (Fundac) e da Liga das Escolas de Samba para organizar a distribuição das camisinhas para a população da Capital. A Sesau irá disponibilizar displays de camisinhas, sendo que 300 deles serão colocados em postos de combustíveis. Serão feitas propagandas em ônibus urbanos, panfletos explicativos e vinhetas em emissoras de rádio e também nos cinemas de Campo Grande. Durante o período de festas carnavalescas, técnicos da secretaria irão atuar em locais como bares, rodoviária, clubes, balneários, casas de massagens e saunas com o propósito de intensificar a ação preventiva. Organizações de profissionais do sexo também receberão preservativos. Na programação da campanha está prevista a montagem de um ponto fixo de distribuição na Avenida Fernando Corrêa da Costa, onde tradicionalmente é promovido baile de carnaval pela prefeitura. (VS)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

RECEITA FEDERAL

Cerca de 700 mil contribuintes caíram na malha fina em 2019

Gugu Liberato: família quer criar campanha para doação de órgãos
INCENTIVO

Gugu Liberato: família quer criar campanha para doação de órgãos

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12
MENOR NÍVEL EM UM MÊS

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12

Consórcio oferece reajuste de 2,55%, mas decisão fica para amanhã com representante da prefeitura
TRANSPORTE COLETIVO

Consórcio oferece reajuste de 2,55%, mas decisão fica para terça-feira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião