Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DO SUL

Saúde distribui 600 mil camisinhas

Saúde distribui 600 mil camisinhas
01/03/2014 08:30 - DA REDAÇÃO


A campanha do Carnaval 2014 realizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul tem como foco a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e o vírus da Aids (DST/HIV/Aids) com o objetivo de reforçar o uso de preservativos.

Com o tema “Se tem festa, festaço ou festinha, tem que ter camisinha” a campanha seguirá o modelo do Ministério da Saúde. A intenção é associar os momentos de alegria à conscientização para que as pessoas não se esqueçam dos cuidados básicos. Para isso, estão sendo distribuídos 604.800 mil de preservativos nos 79 municípios do Estado.

Em Mato Grosso do Sul a campanha conta ainda com anúncios em placas e outdoor em seis municípios com o maior número de turistas. São eles: Corumbá, Bonito, Jardim, Aquidauana, Bela Vista e Campo Grande. Também foram confeccionados 35 mil abanicos (leques) para serem distribuídos, além da veiculação de spots e jingles com 912 inserções em rádios que foi iniciada em 27 de fevereiro e vai até 05 de março.

A Secretaria de Estado de Saúde disponibiliza todos os meses, independente da época do Carnaval, 744.624 camisinhas para os 79 municípios e mais 129 mil para órgãos e associações como: Agepen, Hemosul, Associação das Travestis de Mato Grosso do Sul, Movimento dos Sem Terra, Hospital Regional, Departamento de Saúde Indígena, Saúde dos Adolescentes e SEST/ SENAT.

Segurança

O uso do preservativo ainda é a alternativa mais eficaz e segura na prevenção das DSTs e da AIDS. Por isso, a estratégia de distribuição de camisinhas em pontos de grande concentração de pessoas nesta época do ano é fundamental, de acordo com o órgão estadual de saúde. Estimativas do Ministério da Saúde indicam que existem hoje no Brasil cerca de 630 mil pessoas vivendo com o vírus. Dessas, 255 mil nunca teriam feito o teste e, por isso, não conhecem sua sorologia.

Essa campanha segue até as festas de São João e a Copa do Mundo.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?