quinta, 19 de julho de 2018

Sarney pode encaminhar à PF dados sobre empréstimos consignados

14 JUN 2009Por 21h:20
     

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse neste domingo, por intermédio de sua assessoria, que vai consultar os juristas da Casa para saber se remete ou não para a Polícia Federal (PF) os documentos sobre as transações de empréstimos consignados, colocadas sob suspeita. De acordo com a assessoria do senador, se não houver nenhum impedimento legal, os documentos serão remetidos "o mais rápido possível".

Depois de insistir sem sucesso na obtenção dos dados, a PF passou a avaliar, como revelou no domingo O Estado de S. Paulo, uma medida radical: entrar com um recurso na Justiça para conseguir os documentos para instruir o inquérito que investiga o eventual envolvimento do ex-diretor João Carlos Zoghbi (Recursos Humanos) num suposto esquema de favorecimento pessoal.

O inquérito foi instaurado no dia 13 de maio pelo delegado Gustavo Buquer para investigar a atuação da Contact Assessoria de Crédito como intermediária em contratação de crédito consignado pelos servidores, que movimenta R$ 12 milhões mensais no Senado. A empresa tem como sócia Maria Izabel Gomes, 83 anos, uma ex-babá de Zoghbi que teria sido utilizada como laranja. O ex-diretor já confessou que autorizava servidores a tomarem empréstimos acima do valor permitido. (Com Agência Estado)

Leia Também