Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Sarney fala sobre demissão de 'funcionários fantasmas'

28 OUT 2009Por 17h:12
     

         

         

Nesta quarta-feira o presidente do senado, José Sarney (PMDB-AP), prometeu demitir os servidores da Casa que não concluíram o cadastramento no censo realizado para atualizar o número efetivo de funcionários da instituição. Apesar de já ter determinado o corte nos salários daqueles que não responderam ao censo, Sarney disse que os servidores serão "sumariamente demitidos" se não atenderem ao chamado da Casa para o cadastramento.

 

A demissão dos servidores só pode ser efetivada depois que o Senado investigar por meio de comissão de sindicância as irregularidades no cadastro dos servidores. O objetivo da Casa é descobrir a existência de funcionários fantasma que estariam recebendo salários sem efetivamente trabalhar.

 

Ontem, o Senado decidiu bloquear os salários de 503 servidores da Casa que não responderam ao censo. O prazo terminou à meia-noite de anteontem, mas esses servidores não responderam a todo o questionário ou nem sequer acessaram o sistema. Para o primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), esses funcionário podem até "não ser fantasmas, mas estão fantasmas".

 

Com informações Folha Online

Leia Também