Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

MORTE DE REFÉNS

Sarkozy condena 'terrorismo' no Níger

9 JAN 2011Por Terra17h:37

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, garantiu neste domingo que a França jamais aceitará "os ditames do terrorismo e dos terroristas", após a morte de dois reféns franceses no Níger, aparentemente executados por seus sequestradores.

Sarkozy condenou estas mortes qualificando-as de "ato bárbaro perpetrado por bárbaros, a partir da ilha caribenha de Guadalupe.

"Jamais aceitaremos os ditames dos terroristas e do terrorismo", concluiu o chefe de Estado.

As duas vítimas, ambos de 25 anos, Antoine de Leocour, que trabalhava para uma ONG e vivia no Níger, onde deveria se casar em breve, e seu amigo Vincent Delory, que viajou ao país para assistir ao casamento, foram sequestrados na súltima exta-feira à noite em um restaurante da capital nigerina, Niamey.

As forças nigerinas e francesas perseguiram os sequestradores e os enfrentaram em um tiroteio, após o qual foram encontrados os corpos dos dois homens.

Fontes oficiais francesas afirmaram neste domingo que os reféns, ao que parece, foram assassinados por seus sequestradores, que, suspeita-se, estão vinculados à Al-Qaeda do Magreb Islâmico (AQMI), que já reivindicou o sequestro de outros franceses no Níger.

Leia Também