Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PATO

São Paulo não tem pressa para resolver pendências

São Paulo não tem pressa para resolver pendências
09/02/2014 08:29 - terra


O quanto antes, melhor, mas o São Paulo não tem tanta pressa para ter Alexandre Pato oficialmente como seu reforço. O motivo é simples: o atacante não pode defender o time no Campeonato Paulista e só deve estrear em março, na Copa do Brasil. Por isso, a diretoria aguarda com paciência a resolução das pendências finais do negócio e só apresentará o jogador no meio da semana.

Ao contrário do meia Jadson, que, envolvido na troca com o Corinthians, já foi aprovado fisicamente e conheceu seu novo local de trabalho (o CT Joaquim Grava), Pato não tem agendados exames médicos nem data confirmada para falar pela primeira vez com a camisa tricolor. Nada que incomode os dirigentes, extremamente satisfeitos com a surpreendente transação com o rival.

"A ida do Jadson para o Corinthians é muito mais simples, porque ele deixa de ter qualquer vínculo conosco, enquanto o Pato continuará a ter contrato com o Corinthians, então há mais detalhes a serem resolvidos entre ele e o clube", explica o vice-presidente de futebol são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes.

"Nossa confiança na transação e no nosso coirmão é tanta que já liberamos o Jadson para se apresentar ao Corinthians, enquanto esperamos Corinthians e Pato se acertarem", acrescentou o dirigente, ao lembrar que o atacante será emprestado até o final de 2015,

restando depois ainda um ano de vínculo entre ele e o clube do Parque São Jorge.
A expectativa é de que o atleta de 24 anos assine no máximo até terça-feira. Segundo o clube, não há chance alguma de que ele seja apresentado na segunda, dia de folga coletiva do elenco, após a partida contra a Ponte Preta. O mais provável é que, tudo acertado, ele vista a camisa tricolor diante das câmeras na quarta, na sala de imprensa do CT da Barra Funda mesmo, sem pompa.

A partir daí, Pato estará finalmente à disposição de Muricy Ramalho. Apesar da passagem ruim do atacante pelo rival, o treinador aposta muito em seu sucesso como parceiro de Luis Fabiano. Mas não sem cobrar dele o mesmo comprometimento que cobra de todos no clube, inclusive Luis Fabiano, artilheiro da equipe.

"Todo jogador que vem para o São Paulo sabe que tem que ser assim. É um clube que abre as portas para recuperar jogadores, mas o comportamento tem que ser exemplar. A cobrança é essa. Isso já aconteceu com muitos que vieram para cá e se deram. Se não entender dessa maneira, não consegue ficar", disse o técnico, talvez o mais apressado em contar com o ex-corintiano.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!