Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

São Paulo joga no Rio para saber até onde pode chegar

12 SET 2010Por 11h:45
     

                O São Paulo tem pela frente uma sequência de jogos complicada. Começa contra o Botafogo, neste domingo, às 16 horas, no Engenhão, depois tem o Internacional, no Morumbi, e termina com o clássico diante do Palmeiras, no Pacaembu. São partidas que, segundo o próprio elenco tricolor, vão definir o que este time pode ambicionar no Campeonato Brasileiro.

                

                

                "Por enquanto, nosso pensamento é brigar por uma das vagas na Copa Libertadores. Mas estes próximos três jogos vão nos dizer se podemos também sonhar com o título", explicou o capitão Rogério Ceni. "São dois confrontos diretos (contra Botafogo e Internacional) e um clássico. Se conseguirmos vitórias, teremos certeza de que estamos no caminho certo e saberemos pelo que lutar na competição".

                

                Os companheiros de Rogério concordam. "É importante galgar posições passo a passo. O trabalho do (Sérgio) Baresi já está colhendo frutos, conseguimos nossas primeiras vitórias. Espero que depois destes próximos três jogos a gente esteja bem firme no G-4", afirmou Richarlyson, que neste domingo deve voltar a atuar na lateral esquerda.

                

                O técnico Sérgio Baresi não poderá contar outra vez com os lesionados Ricardo Oliveira (tendinite no joelho esquerdo) e Alex Silva (recupera-se de artroscopia no joelho direito). Também perdeu Miranda, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Assim, terá de confiar a tarefa de não sofrer gols no Rio de Janeiro à defesa reserva. Provavelmente, o companheiro de Xandão será Samuel, já que Renato Silva tem falhado muito nos últimos jogos e arriscado demais os resultados do time tricolor.

                

                Com Baresi, as promessas ganharam espaço e Casemiro volta ao time depois de cumprir suspensão. Cléber Santana vai para o banco de reservas. Dagoberto tem boas chances de ser titular, mas a maior confiança da torcida estará nos dribles de Marcelinho, destaque da equipe na retomada do Brasileiro.

                 

                (Com informações do Estadão)

Leia Também