ESPORTES

São Paulo enfrenta o Barueri pensando no Verdão e Once Caldas

São Paulo enfrenta o Barueri pensando no Verdão e Once Caldas
18/02/2010 07:03 -


O técnico Ricardo Gomes faz questão de avisar que o pensamento do São Paulo está exclusivamente voltado para o jogo de hoje, às 20h50min (MS), contra o Barueri. No entanto, o próprio planejamento do Tricolor deixa claro que é inevitável pensar nos dois jogos seguintes: clássico contra o Palmeiras (pelo Campeonato Paulista) e duelo com o Once Caldas (pela Copa Libertadores). Uma prova da atenção aos jogos seguintes é a escalação que será usada diante do Barueri, no estádio do Morumbi. Um dos principais jogadores do time, Hernanes será poupado pelo comandante. A lém d i s s o, G omes aproveita-se do duelo com a Abelha para testar nova formação. Na teoria, Cicinho atuará na ala direita. Mas, durante a partida, o atleta deve ganhar mais liberdade, contando com a ajuda do zagueiro Renato Silva, que jogará praticamente como um lateral pelo setor. Outro titular d ia nte do Barueri será Cléber Santana, que está cada vez mais entrosado no elenco. O Barueri tem uma mudança certa para o confronto desta quinta-feira. O atacante Tadeu terá de cumprir suspensão automática em função do terceiro cartão amarelo. Por isso, Willian e Henrique Dias brigam pela posição na linha de frente. E a lateral direita terá um conhecido da torcida tricolor. O técnico Vinicius Eutrópio escalará o ex-são-paulino Éder no setor. No gol, outro jogador com passagem pelo Morumbi: Márcio. Outro jogo programado hoje será do Mirassol com o Botafogo.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".