Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASILEIRO

São Paulo domina jogo, supera Magrão e encosta no G-4

São Paulo domina jogo, supera Magrão e encosta no G-4
05/08/2012 17:09 - terra


O São Paulo, depois de parar várias vezes no goleiro Magrão, marcou aos 33min do segundo tempo e derrotou, neste domingo, o Sport por 1 a 0. Com o resultado, o time tricolor, que embalou ainda mais na Série A do Campeonato Brasileiro, foi a 25 e se aproximou do G-4.

Já o Sport, que quase abriu o placar em contragolpes, permaneceu com 15 e próximo da zona do rebaixamento. Na próxima rodada, os pernambucanos tentarão se reerguer na competição recebendo o Vasco. Já o São Paulo visitará o Fluminense.

O jogo
Embalado por vitórias no Brasileiro (4 a 1 sobre o Flamengo) e na Sul-Americana (2 a 0 sobre o Bahia), o São Paulo, mesmo sem o atacante Luis Fabiano - diagnosticado com um estiramento na coxa esquerda - começou o duelo no ataque. Aos 12min, Willian José foi acionado e, livre de marcação, bateu rasteiro. O goleiro Magrão caiu e salvou o Sport.

A cena se repetiu aos 15min. Após vacilo de Diego Ivo na saída de bola, Ademílson soltou para Maicon. O meia dominou e devolveu para o jovem atacante, que, de dentro da área, chutou no canto direito e viu o arqueiro do time pernambucano protagonizar outra grande defesa.

Preso na marcação são-paulina, o Sport incomodou Rogério Ceni apenas uma vez na primeira etapa. Aos 19min, o atacante Gilberto foi buscar jogo fora da área, recebeu e arrematou, exigindo boa intervenção do arqueiro tricolor.

Apesar de ter iniciado o confronto tomando iniciativa e até ter criado situações claras de gol, a equipe do técnico Ney Franco caiu de rendimento até o intervalo.

Na segunda etapa, a dinâmica do embate ficou ainda mais nítida. O São Paulo, com a bola no chão, visando abrir o placar de um lado. E o Bahia, fechado e se arriscando em contra-ataques esporádicos, de outro. Aos 7min, em uma das investidas pernambucanas, Gilberto invadiu a área e acertou a rede pelo lado de fora.

Aos 21min, outro lance do Sport. Felipe Azevedo roubou a bola de Rhodolfo e rolou para Hugo. O ex-são-paulino, fazendo sua estreia, emendou para grande defesa de Ceni.

Os donos da casa cresceram a partir dos 23min. Willian José recebeu dentro da área, mas demorou para bater. Na sequência do lance, Rafael Toloi cabeceou e quase marcou. Três minutos depois, os anfitriões pararam na trave depois de chute de Douglas.

Aos 29min, Magrão voltou a atormentar os atacantes tricolores. Ademilson recebeu dentro da área e chutou. O arqueiro rival aparou. Assim como aos 33min, quando Jadson mandou bomba de longe.

No entanto, aos 33min, não deu para o camisa 1. Ele bem que defendeu o chute de Cícero, mas no rebote Ademilson encheu o pé e estufou as redes. Alívio no Morumbi. O São Paulo venceu mais uma como mandante e encostou no pelotão da frente. 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.