Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Santos rejeita proposta do Werder Bremen por Wesley

12 JUN 2010Por 21h:00
     

        Da redação

        O Santos nem quis receber a proposta oficial de 5 milhões de euros (R$ 11 milhões) do Werder Bremen, por Wesley, seu jogador mais versátil. O volante reuniu-se com o gerente-técnico do clube alemão, Klauss Allofs, tomou ciência de que teria um substancial aumento salarial jogando na Alemanha, mas a diretoria não deixou as negociações avançarem, por considerar a proposta muito baixa.

        

        

        O Santos detém apenas 35% dos direitos federativos de Wesley. Os outros 65% são divididos entre o Grupo DIS (20%), o próprio jogador (25%) e seu empresário, Roberto Almeida (20%). Dessa forma, a parte que caberia ao clube na negociação não passaria de R$ 3,85 milhões, muito pouco para fazer frente às despesas do semestre - consta que o time tem um déficit nas contas de cerca de R$ 35 milhões.

        

        Guilherme Miranda, representante do Grupo DIS, confirmou a reunião do jogador com Allofs, mas também considerou a proposta muito baixa.

        

        Apesar de estar com dificuldade para bancar as despesas com o futebol profissional, o Santos vai tentar não se desfazer dos jogadores que levantaram o clube neste primeiro semestre, levando-o à conquista do Campeonato Paulista e à final da Copa do Brasil contra o Vitória, que será disputada após a Copa do Mundo.

        

        O atacante André, outro jogador visado por clubes europeus nesta semana que passou, também não deve deixar a Vila Belmiro tão cedo. A oferta do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, teria sido considerada baixa e rejeitada.

        

        Depois de renovar os contratos de Paulo Henrique Ganso e Neymar, com multas rescisórias milionárias, o Santos vai tentar manter seus jovens craques pelo menos até a Copa Libertadores do ano que vem - tem grandes chances de se classificar - para, aí sim, vender seus talentos por valores capazes de equilibrar a milionária dívida do clube.  (Do Estadão)

Leia Também