Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

PAULISTÃO

Santos recebe Corinthians para duelo hoje

15 MAI 2011Por GAZETA PRESS00h:01

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, a Vila Belmiro receberá os dois clubes que mais ganharam títulos paulistas nos anos 2000. Com três conquistas cada, Santos e Corinthians definirão qual foi a equipe com melhor desempenho regional nas últimas temporadas após o empate por 0 a 0 no Pacaembu, na semana anterior. Uma nova igualdade levará a decisão para os pênaltis.

- Ao longo desse tempo, Corinthians e Santos talvez tenham sido os times que se estruturam melhor, com bons trabalhos realizados -, analisou o técnico Tite, que só conquistou títulos por clubes gaúchos (Veranópolis, Caxias, Grêmio e Internacional) até então.

Em São Paulo, por outro lado, o Corinthians é o maior campeão: ostenta 26 troféus, os últimos três em 2009, 2003 e 2001. Já o Santos acrescentou as taças de 2010, 2006 e 2007 à sua galeria, com 18 campeonatos estaduais.

Para ficar com a supremacia paulista no milênio e vingar a derrota para os corintianos na final de dois anos atrás, os santistas agora contam com a Vila Belmiro. Será a primeira vez em que o Santos decidirá um campeonato em formato de mata-mata em seu estádio, onde o Corinthians foi campeão estadual por pontos corridos em 1930 e em 1941.

- Já enfrentei o Santos várias vezes na Vila e sei como é difícil. É um ingrediente a mais para nós, pois os times que vêm jogar aqui costumam ser muito pressionados. Esperamos retribuiu o apoio do torcedor -, destacou o zagueiro Edu Dracena.

Tite, no entanto, não se intimida com a pressão. O treinador garantiu que não mudará a postura do Corinthians como visitante.

- As equipes que se preparam para um título precisam ter naturalidade para jogar dentro e fora de casa com a mesma qualidade. Não vamos fugir das nossas características -, garantiu, sem convencer todos os seus comandados.

- A Vila será um verdadeiro caldeirão. Precisamos aproveitar os contra-ataques -, afirmou o zagueiro Leandro Castán.

Ao menos teoricamente, o Corinthians também terá uma vantagem neste final de semana. Tite deixou os seus jogadores concentrados exclusivamente no Campeonato Paulista, enquanto o colega Muricy Ramalho também dirigiu o Santos na Copa Libertadores da América.

- Estamos vivendo um momento único. Todos os atletas querem passar por isso. Vamos deixar o cansaço de lado para estar com tanque cheio e correr bastante. É a oportunidade de ser campeão paulista -, animou-se o goleiro Rafael, que não sofre gols há seis jogos.

Mas Tite não admite escutar que o Santos está desgastado para a decisão.

- Há uma preparação para a temporada. Jogando ou treinando, você está realizando um trabalho para ter ritmo de competição -, explicou, sem entrar em polêmica com Muricy Ramalho, que tem se queixado bastante do calendário do futebol brasileiro.

- Não interpreto nada do que ele diz, até porque falo as coisas diretamente. O Muricy agiria da mesma forma -, ponderou.

Por causa da sequência de partidas ou não, o Santos perdeu um dos seus destaques para o clássico decisivo. O meia Paulo Henrique Ganso sofreu lesão muscular na coxa direita no Pacaembu. Outra ausência será a do volante Danilo, suspenso. Em compensação, os demais titulares estão à disposição de Muricy Ramalho, que escolheu Alan Patrick e Adriano como substitutos para os seus desfalques. Até o volante Arouca se recuperou de um edema muscular na coxa esquerda.

- Eu me sinto pronto para jogar. Vai ser difícil, mas quero ajudar o Santos a ser campeão -, discursou.

No Corinthians, Tite não teve problemas para definir a escalação do Corinthians. O treinador até acabou com a dúvida entre Dentinho (em má fase e próximo de acertar transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia) e Willian no ataque, ao indicar que optará pela manutenção do prata da casa como parceiro de Liedson.

- A tendência é essa -, avisou. O lateral direito Alessandro, por sua vez, está livre de suspensão e reforçará a equipe contra seu ex-clube na Vila Belmiro.

Leia Também