Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMPLACÁVEL

Santos mantém ritmo e atropela Oeste na Vila

Santos mantém ritmo e atropela Oeste na Vila
09/03/2014 19:51 - TERRA


O Santos voltou a mostrar porque é o melhor time do Campeonato Paulista. Na Vila Belmiro, diante do Oeste, venceu por 4 a 1 neste domingo e manteve o ritmo implacável que caracteriza sua campanha até aqui. Leandro Damião abriu caminho e foi seguido por Thiago Ribeiro, duas vezes, e ainda pelo jovem Diego Cardoso.

Com a vitória, o Santos segue para 32 pontos e lidera o Paulista com vantagem de saldo de gols sobre o Palmeiras, que venceu o Paulista de Jundiaí. São 34 gols marcados depois de 12 jogos. Contra o Rio Claro, fora de casa, e o Palmeiras, na Vila Belmiro, a equipe santista fechará sua participação na primeira fase. O clássico deve definir o líder geral da competição. 

Mais uma vez com formação bastante ofensiva, o Santos só teve Arouca como volante de ofício, acompanhado por Cícero. Mesmo sem tanto esforço, a equipe santista abriu o marcador aos 21min. Da esquerda, Emerson Palmieri acertou cruzamento preciso e Leandro Damião escorou para o fundo das redes e marcou pela quarta vez com a camisa santista.

No segundo tempo, o placar foi ampliado graças a Thiago Ribeiro. Da direita, Bruno Peres colocou na cabeça de Thiago, que concluiu de cabeça. A arbitragem ainda hesitou em confirmar o gol, já que a bola havia tocado o travessão, mas o assistente indicou a marcação correta aos 14min.

Já com muitos espaços, o Santos fez o terceiro aos 31min. Leandro Damião finalizou, o goleiro do Oeste deu rebote e Thiago Ribeiro empurrou para as redes mesmo sem ângulo. A goleada foi definida por Diego Cardoso em seu primeiro gol como profissional. Sem muitas dificuldades, depois de assistência de Thiago, ele teve tranquilidade e anotou. De falta, aos 47min, Eric reduziu para os visitantes.  

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.