Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPEONATO BRASILEIRO

Santos goleia o Cruzeiro na Vila Belmiro

Santos goleia o Cruzeiro na Vila Belmiro
08/08/2012 23:18 - terra


Na partida que marcou o reencontro do atacante Borges com o Santos, os substitutos do atacante, Bill e Victor Andrade, desencantaram e a equipe paulista derrotou o Cruzeiro por 4 a 2, na noite desta quarta-feira, no Estádio da Vila Belmiro, em duelo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em jogo de seis gols, o Santos voltou para o intervalo em vantagem. Felipe Anderson marcou um golaço e abriu o marcador aos 21min. Sete minutos depois, Borges demonstrou seu fato de artilheiro e igualou o placar no estádio localizado na Baixada Santista. Porém, três minutos depois, Victor Andrade fez seu primeiro tento como jogador profissional.

No início do segundo tempo, Ceará acertou bela cobrança de falta e voltou a empatar o marcador, aos 5min. Depois, o Santos deslanchou com gols de Durval, aos 14min, e de Bill, aos 32min, para quebrar um jejum de quase dez meses sem balançar as redes.

A vitória faz o Santos abrir uma pequena folga da zona de rebaixamento. O time paulista ganhou dois lugares na tabela de classificação e soma 16 pontos na 14ª posição. O próximo adversário da equipe de Muricy Ramalho será o Atlético-GO, sábado, às 18h30 (de Brasília), em duelo que acontecerá no Estádio do Pacaembu.

Já o Cruzeiro segue sem regularidade na Série A. É a terceira derrota do time nas quatro últimas partidas. Com a grande distância para o bloco que briga para se livrar das últimas posições, o clube se mantém na oitava colocação da competição com 23 pontos. Na próxima rodada, os mineiros encaram o Bahia no sábado, às 18h30 (de Brasília), em Pituaçu.

Felpuda


Dez vereadores da Capital mudaram de partido na tentativa de encarar a reeleição ou, dependendo do caso, disputar a vaga de vice-prefeito. Legendas foram “engordadas”, outras entraram em estado de inanição e outras ainda simplesmente sumiram do mapa. Que ninguém ouse perguntar a quem “trocou de camisa” qual a linha programática dos partidos em que agora estão filiados. Seria para eles, digamos, questão de pouca importância. Política tem dessas coisas...