Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FUTEBOL

Santos diz que Ganso foi oferecido a Corinthians, Palmeiras e São Paulo

1 ABR 11 - 22h:00TERRA

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, confirmou que o meia Paulo Henrique Ganso foi oferecido aos três arquirrivais paulistas - Corinthians, Palmeiras e São Paulo - pela DIS, detentora de 45% do passe do atleta. A empresa pretendia tirar o atleta do time da Vila Belmiro e repassá-lo a outro clube brasileiro.

"Os presidentes de São Paulo, Palmeiras e Corinthians me disseram que foram todos procurados pelos representantes do Ganso. Além do Corinthians (situação divulgada anteriormente pela mídia e confirmada pelo mandatário alvinegro, Andrés Sanchez), os outros também confirmaram", declarou Luis Alvaro.

A DIS - braço direito do Grupo Sonda - já havia confirmado que tentou negociar o camisa 10 com o Corinthians. O grupo segue em atrito jurídico com o Santos pela venda do volante Wesley ao Werder Bremen, pois o clube praiano não tinha repassado a parte financeira que a empresa teria direito com a transação.
"O Santos conversou com os presidentes dos três clubes e explicou nossa posição. Dissemos que não gostaríamos que fizessem conosco o que não faríamos com eles. Temos um pacto de um não prejudicar o outro", acrescentou o presidente santista, que acrescentou que os rivais toparam o acordo "pela ética que existe entre os rivais, pois os empresários que representam Paulo Henrique Ganso estão forçando a barra".

Apesar do imbróglio, o destino de Ganso deve ser o futebol europeu. Conforme divulgou o Terra nesta semana, representantes do meia (Thiago Ferro, da DIS, e Papito Lima, seu irmão) estiveram em Milão e visitaram instalações de Inter de Milão e Milan, principais candidatos a levar o jogador. A multa rescisória do atleta é de 50 milhões de euros.

O próprio Paulo Henrique disse à diretoria santista que pretende atuar no futebol europeu e pediu redução da multa para 30 milhões de euros. O atleta ainda recusou o plano de carreira oferecido pelo clube e segue sem renovação contratual. Seu vínculo atual dura até 2015.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Foi preciso coragem para publicar MP dos balanços, diz Bolsonaro

BRASIL

'Se for para ser um banana, um poste, estou fora', diz Bolsonaro

Obras da alça que dá acesso ao Rio Paraguai é prioridade, diz governador
ROTA BIOCÊANICA

Obras da alça que dá acesso ao Rio Paraguai é prioridade, diz governador

BRASIL

Ministro da Cidadania suspende edital com séries LGBT, após críticas de Bolsonaro

Mais Lidas