Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Santo André bate o Vitória e sai da zona de degola

3 OUT 2009Por 21h:15
     

        Da redação

        O Santo André recebeu o Vitória no Estádio Bruno Daniel para fugir do rebaixamento e estrear seu terceiro uniforme, amarelo. A nova cor deu sorte e o Santo André venceu por 1 a 0. O jogo foi válido pela 27º rodada do Campeonato Brasileiro.

        Pressionada pela necessidade de vencer, a equipe da casa precisou de menos de um minuto para abrir o placar. Aos 33seg, Marcelinho cobrou falta com curva na área, Nunes entrou sozinho e cabeceou no canto de Gléguer para colocar o Santo André na frente.

        O Santo André não se deu por satisfeito e seguiu atacando o Vitória, que sentiu o baque de levar o gol logo no início. Marcelinho e Nunes eram os que levavam mais perigo ao gol do adversário.

        O Vitória, por sua vez, não conseguia se encontrar em campo, errava muitos passes e fazia muitas faltas. Aos 28min, Neto Berola tentou chutar a bola e acertou de leve a chuteira de Ávine. O árbitro, com rigor excessivo, expulsou o jogador baiano. Com um a menos, a situação do Vitória se complicou ainda mais.

        Porém, aos 38min, Nunes subiu com o zagueiro Marco Aurélio e o árbitro viu uma cotovelada do atacante do santo André, que recebeu vermelho e foi expulso de campo. Dessa maneira, as equipes foram para o vestiário em igualdade numérica, mas com vantagem no marcador para o Santo André.

        Na segunda etapa os times diminuiram o ritmo e o jogo mais fraco. O vitória trocava passes na defesa procurando uma brecha para sair ao ataque. O Santo André apenas se defendia e admistrava a vitória.

        Aos 24 e aos 25min, o Vitória teve duas chances sucessivas de empatar a partida. Primeiro, Leandro Domingues bateu da entrada da área e Neneca espalmou. Roger pegou o rebote e finalizou rente ao poste. Logo em seguida, o zagueiro Marcel, do Santo André, errou um recuo de bola e deixou Neneca em situação delicada, mas o goleiro conseguiu isolar a bola.

        Sem forças para reagir, o Vitória não teve a objetividade necessária, trocando muitos passes de lado sem tomar a iniciativa, o que facilitou para o Santo André segurar o resultado até o final do jogo.

Leia Também