Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INTEGRAÇÃO

Santa Rita do Pardo passa à comarca de Bataguassu

Santa Rita do Pardo passa à comarca de Bataguassu
13/04/2011 16:17 - DA REDAÇÃO


Aprovada hoje na Assembléia Legislativa a proposta para mudança da comarca do município de Santa Rita do Pardo para Bataguassu.

O projeto recebeu parecer favorável na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa, durante reunião ocorrida na terça-feira (12/4), no Plenarinho da Casa. O projeto é de número 030/11 do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para vincular o município de Santa Rita do Pardo à competência territorial da comarca de Bataguassu .

A indicação para a mudança foi feita pelo deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB), em sessão realizada no mês de fevereiro. Atualmente, Santa Rita do Pardo é ligada à comarca de Brasilândia, que fica a 130 km de distância. Já Bataguassu fica a apenas 60 km do município.

Para o prefeito de Bataguassu, João Carlos Lemos, seu município “tem a vocação de pólo regional e há um esforço concentrado para atrair mais desenvolvimento regional". Já para a prefeita Eledir Barcelos, de Santa Rita do Pardo, a mudança irá facilitar alguns trâmites legais para o cidadão.

História

Com 7.500 habitantes, Santa Rita do Pardo fica na região próxima ao município de Bataguassu. O nome do município já mudou duas vezes. A cidade já se chamou Santa Rita do Rio Pardo e depois, Xavantina, quando ainda era distrito de Brasilândia. Com 22 anos de emancipação, o município pertence à microrregião de Três Lagoas e fica a 266 km da Capital, Campo Grande.

Após a emancipação, recebeu o nome atual. Um dos fundadores de Santa Rita do Pardo é o major Manoel Cecílio da Costa Lima.

Felpuda


As definições no que se relaciona aos nomes para a disputa eleitoral vêm ocorrendo aqui e acolá. Pré-candidato que sonha comandar cidade o interior poderá deixar de ver o seu sonho realizado. É que o dito-cujo terá de enfrentar as lembranças de rumoroso caso que se tornou escândalo depois da denúncia de uma servidora. Há quem garanta que é só a campanha começar para a história ser contada capítulo por capítulo. Afe!