Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Situações

Saiba o que fazer nos primeiros dias do filhote em novo lar

9 MAI 2011Por FOLHA01h:01

Filhotes são fofos e quase sempre se tem vontade de levar um para casa quando se vê. No entanto, eles podem dar muito trabalho, mais até do que cães já adultos.

Por serem muito novos e estarem chegando a um lugar completamente novo, os cachorrinhos precisam de atenção e cuidado especiais.

Para saber como lidar com a situação e a melhor forma de tratá-los nos primeiros dias, "Larousse do Cão e do Cãozinho" oferece o que há de essencial e ainda mais.

A obra se ocupa com as principais etapas da criação. Primeiro a escolha. Ao todo, mais de 250 raças são apresentadas, com imagens e fichas, as quais oferecem informações como tamanho, peso, aspecto geral, variedades, origem e comportamento.

Se você está prestes a receber um cãozinho em casa, veja quais as medidas essenciais a serem tomadas:


Chegando em casa

A chegada de um filhote a uma nova casa constitui para ele uma aventura e uma fonte de estresse; por isso é importante preparar condições que reduzirão esse estado de ansiedade. Ao mesmo tempo, um adestramento adequado deve impedir que a coabitação se transforme em transtornos e torne-se fonte de arrependimento. Cabe ao dono definir o adestramento e colocá-lo em prática o mais rápido possível, e eventualmente dar início a ele já nos primeiros dias, ao menos no que diz respeito a alguns pontos. É preciso ressaltar que esses ensinamentos independem da raça, do tamanho e do sexo do animal.

Escolhendo um lugar para dormir

Dentro de casa, o lugar de pernoite será de preferência um lugar calmo, suficientemente grande, claro e ventilado. É melhor evitar colocá-lo em um corredor ou perto de uma porta, na frente ou debaixo de uma escada ou ainda dentro de um quarto, mesmo em um quarto de criança. Em nenhuma hipótese atribua ao filhote um lugar que permita que ele venha a controlar um ponto de passagem quando for adulto.

Os primeiros dias...

Na prática, é preciso deixar o filhote explorar seu novo ambiente durante os primeiros dias após sua chegada. Assim ele poderá travar conhecimento visual com as pessoas e com os lugares, se familiarizar com os cheiros e escolher os lugares aonde prefere ir.

É importante que as primeiras relações com o cão sejam positivas e agradáveis para ele. Elas vão ser feitas por meio de comida, das brincadeiras, das palavras, dos contatos físicos e visuais. Logo na chegada, por razões explicadas mais adiante nesta obra, o dono deverá definir o lugar onde o cão vai se alimentar e dormir e proibir - com serenidade, mas com firmeza - o acesso aos pontos altos como camas, sofás, poltronas etc. Se for permitido que ele se instale em uma poltrona ou em cima da cama "porque é pequeno", será impossível ou muito difícil desalojá-lo da li quando ele se tornar adulto.

...e as primeiras noites

Depois que o filhote chegou a sua casa ou apartamento e você designou a ele o lugar de pernoite e o alimentou, as primeiras dificuldades vão aparecer, em particular durante a noite. Na verdade, o filhote está vivendo uma situação que é traumatizante para ele; Deixou a mãe, os irmãos de ninhada, os antigos donos e lugares familiares... Que estresse! Isolado em determinado lugar, o filhote vai ficar agitado, dormir mal, gemer.

O que fazer para amenizar os efeitos dessa mudança de cenário? Nesse caso, pode-se colocá-lo mais próximo do seu dormitório, por exemplo, mas essa situação não pode perdurar, e será preciso muito rapidamente fazê-lo dormir no lugar que lhe foi destinado... o que não será fácil! Por isso é melhor deixá-lo em seu canto. Aos poucos ele vai tomar posse do lugar e o problema desaparecerá, ao longo de duas a cinco noites.

Leia Também