Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

Provas no mesmo dia

Saiba como escolher entre concurso do Ibama, Fazenda e ANA

16 AGO 2012Por G108h:03

Os candidatos que aguardavam o lançamento de editais de concursos públicos federais para cargos de nível médio, que geralmente oferecem salários acima da média para esse nível de escolaridade, terão de escolher entre três grandes seleções que estão com inscrições abertas este mês para a mesma função. O motivo é que, em todas elas, a prova está marcada para o mesmo dia: 21 de outubro. Os concursos federais para o cargo de técnico administrativo são os seguintes: 463 vagas no Ministério da Fazenda, 300 vagas no Ibama e 45 vagas na Agência Nacional de Águas (ANA).

Especialistas ouvidos pelo G1 consideram que marcar a data da prova no mesmo dia é prejudicial não só para os candidatos, que ficam limitados em sua escolha, mas para os órgãos, que perdem de ter bons concorrentes nas seleções, e para as organizadoras dos concursos, que perdem número de inscritos. "A própria administração pública acaba perdendo, visto que a concorrência consequentemente é restringida”, diz Alexandre Lopes, diretor pegagógico do Curso Maxx.

Especialistas recomendam que os candidatos levem em conta salário, local da vaga, atribuição do cargo, dificuldade da prova, familiaridade com as disciplinas da prova, se estava se preparando com antecedência para um dos concursos, entre outras circunstâncias.

Para José Wilson Granjeiro, diretor presidente do grupo Gran Cursos, se for por salário, o oferecido pela ANA é o maior. Se for por quantidade de vagas, o com maior número é do Ministério da Fazenda, se for por afinidade de formação, o do Ibama oferece carreiras mais específicas, e se for por localidade, o do Ibama oferece maior variedade de cidades com vagas. O diretor do Gran Cursos diz ainda que o concurso do Ministério da Fazenda tem conteúdo programático mais fácil em comparação com os demais. “Está mais fácil para estudar, é o mais simples, mas tem a disciplina de gestão pública que requer atenção”, diz. Ele ressalta que o concurso da ANA tem ainda prova discursiva, “que não é comum em concurso para nível médio”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também