Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Saiba como declarar e deduzir gastos com saúde no IR 2011

20 MAR 11 - 06h:58G1

Quem teve gastos com saúde em 2010 e recebeu renda superior a R$ 22.487,25 no ano passado poderá as despesas médicas na declaração do Imposto de Renda 2011 - que deverá ser enviada à Receita Federal até o dia 29 de abril. Diferentemente dos gastos com educação, os relativos à saúde não têm limite de dedução.

Só pode pedir o desconto, no entanto, quem optar por entregar o modelo completo da declaração. No modelo simples, não é permitido fazer a dedução. A regra para fazer a declaração simplificada continua a mesma: desconto de 20% na renda tributável.

Quem opta pelo modelo simples de declaração tem desconto de 20% sobre a renda tributável, que substitui todas as deduções legais da declaração completa. Em 2011, o limite do desconto é de R$ 13.317,09. Em 2010, foi de R$ 12.743,63.

Porém, segundo o consultor Antônio Teixeira Bacalhau, da Declare Certo IOB, o contribuinte deverá ter em mãos todos os recibos de pagamentos de planos de saúde (com o CNPJ da empresa), se for o caso, e de despesas com consultas médicas ou odontológicas em geral (como o CNPJ da empresa emissora).

“Sendo o médico pessoa física, não jurídica, o recibo deve conter o número do CPF dele. No caso de empresa (pessoa jurídica), é preciso o número do CNPJ”, disse o consultor.

Valem todas as despesas médicas, incluindo exames e terapias, para o contribuinte e seus dependentes. A lista inclui pagamentos a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, hospitais, além de exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

Gastos com remédios ou veterinários, por exemplo, ficam de fora. Despesas de outras pessoas pagas pelo contribuinte (como consultas médicas de parentes ou amigos) também não podem ser abatidas, a não ser que sejam gastos de seus dependentes.

Caso o contribuinte informe os dados incorretamente, a declaração poderá ficar retida na malha fina. Se o contribuinte não corrigir as informações, a Receita poderá intimá-lo para prestar esclarecimentos. Na ausência das notas que comprovem as despesas, o contribuinte poderá ter de pagar multa.

Quem deve declarar
Além de renda superior a R$ 22.487,25 no ano à que se refere a declaração, há outros fatores que determinam a obrigatoriedade do contribuinte declarar o IR 2011:

- Recebimento de rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil. Exemplos desses rendimentos: indenizações trabalhistas, por acidente de trabalho e recebimento do FGTS; lucro na aquisição de bens de pequeno valor ou imóvel; rendimentos de cadernetas de poupança; doações; rendimentos de aplicações financeiras; prêmios em dinheiro obtidos em sorteios ou loterias, entre outros.

- Posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2010, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

- Obtenção, em qualquer mês de 2010, de ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias ou de futuros.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

São Paulo mantém boa fase e vence Athletico-PR na Arena da Baixada
BRASILEIRÃO

São Paulo mantém boa fase e vence Athletico-PR

Nova decisão proíbe início de obra no Parque dos Poderes
ESTACIONAMENTO

Nova decisão proíbe início de obra no Parque dos Poderes

Senado aprova MP da Liberdade Econômica sem previsão de trabalho aos domingos
BRASIL

Senado aprova MP sem previsão de trabalho aos domingos

Jornalista do Intercept se diz espantado com debate sobre sigilo de fonte
VAZA JATO

Jornalista do Intercept se diz espantado com debate sobre sigilo de fonte

Mais Lidas