Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

'Sacolinhas' são pagas pelo consumidor, diz deputado

'Sacolinhas' são pagas pelo consumidor, diz deputado
23/10/2009 17:12 -


     

         

         

O projeto que acaba com a distribuição indiscriminada de sacolas plásticas vai também acabar com uma cobrança que acontece sem o consumidor se dar conta. É o que afirma o deputado estadual Paulo Duarte (PT).

?As sacolas não são dadas de graça. O preço vem embutido nos produtos. Agora, se alguém quiser levar na sacola plástica, vai pagar separado. Vou estimular o consumo consciente?, disse.

Convidado pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), ele apresentou ontem a proposta justamente aos empresários que atuam no ramo de fabricação de materiais plásticos e, apesar de ter recebido algumas críticas, disse que em geral o projeto foi bem aceito até mesmo por esses empresários.

De acordo com o deputado, uma grande rede de supermercados gasta R$ 5 milhões por ano com a compra de sacolas, preço que acaba diluído entre os produtos que estão nas prateleiras.

         

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!