segunda, 16 de julho de 2018

Rússia registra quase 800 incêndios florestais em 24 horas

31 JUL 2010Por 13h:00
     

Em meio à onda de calor que já matou centenas, a Rússia amarga desde a sexta-feira quase 800 incêndios florestais que já mataram ao menos 29 pessoas e deixaram 1.260 casas queimadas.

De acordo com o governo local as equipes de bombeiros e do Exército começaram a conter uma parte dos incêndios, apesar de fogo ter aumentado em 30% a área atingida em menos de 24 horas, levando à determinação do estado de emergência em 14 dos 83 distritos russos.

Incêndio florestal mata ao menos 20 na Rússia; veja estragos

As mais altas temperaturas que já atingiram o país em 130 anos ajudam a alastrar o fogo e desafiam o trabalho das equipes que trabalham na contenção dos incêndios.

O presidente russo, Dmitry Medvedev, já mandou o Exército ajudar a combater as chamas que se espalham na parte europeia da Rússia, depois que a onda de calor arruinou a colheita e levou milhares de fazendeiros à beira da falência.

Mikhail Metzel/AP

Bombeiros trabalham na contenção de incêndios florestais na Rússia; ao menos 28 morreram no país

Cerca de 240 mil homens e 25.000 veículos, incluindo 226 aviões e helicópteros, foram mobilizados na luta contra os incêndios florestais na Rússia, anunciou neste sábado o ministério russo de Situações de Emergência.

"Levando em consideração as previsões meteorológicas desfavoráveis, os serviços de socorro tomam medidas preventivas e o recurso à aviação permite manter a situação sob controle", ressalta o ministério.

Leia Também