Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

FÓRMULA 1

Rubinho diz que sem 'Schumi, Ferrari vale a pena'

19 MAI 2011Por g110h:04

A extensão do contrato de Fernando Alonso com a Ferrari até 2016 é o grande assunto do paddock do GP da Espanha nesta quinta-feira. Ex-piloto da equipe italiana, Rubens Barrichello preferiu não opinar sobre a situação do amigo Felipe Massa com o anúncio do espanhol. Mas o brasileiro da Williams disse acreditar que o modo de trabalho da Ferrari é bem diferente do que na sua época.

- Não sei se a Ferrari trabalha hoje em dia como há dez anos, quando eu e Schumacher corríamos por lá. Se tivesse a certeza que a Ferrari é a mesma desta época, até o aconselharia a sair, mas acredito que a Ferrari é bem diferente hoje. Não posso opinar por ele. Têm coisas que para ele é melhor, mas que para mim é pior. Sem Schumacher dentro da equipe, a Ferrari é um time que vale a pena. Ela sempre tem um carro competitivo - diz Barrichello, em entrevisa à rádio Jovem Pan.

O brasileiro acha que existem cláusulas que permitam o fim do contrato antes da expiração em 2016. E ressalta que um contrato tão longo pode ser prejudicial ao próprio Fernando Alonso.

- O contrato, como ele chega para a imprensa, não deve ser cegamente analisado. Com certeza ele deve assinou até 2016, isso eu não tenho dúvida, mas devem haver saídas, escapes. A assinatura de um contrato longo como este mostra que a equipe quer muito trabalhar com um piloto como o Alonso. Se eu fosse chefe da Ferrari tentaria fazer o mesmo, mas um contrato tão longo pode trazer benefícios e malefícios para o piloto.

Leia Também