Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

BANCOS

Roubo de informações é meta de 80% dos spams

26 MAR 2011Por INFOMONEY00h:02

Os spams têm objetivos diferentes, dependendo do país em que eles ocorrem. No Brasil, em 80% dos casos, o objetivo dos spams é roubar informações bancárias. Para se ter uma noção, na América Latina, 40% dos ataques têm esse propósito.

Um exemplo de ameaça, segundo a empresa especializada em segurança digital Trend Micro, são os ataques direcionados às redes sociais. Nesses casos, os cibercriminosos escaneiam comunidades e, a partir daí, conseguem informações sobre o gosto da maioria dos usuários. Com essas informações, eles conseguem criar ameaças específicas para grupos com perfis similares, tornando a distribuição da ameaça mais eficaz.

"O ano de 2010 foi bastante lucrativo par os spammers. Os cibercriminosos reciclaram velhos truques e combinaram técnicas populares para fazer novas vítimas - e a receita deu certo", afirmou o country manager da Trend Micro, Fábio Picoli. Segundo ele, foram utilizadas notícias reais e não reais para atrais os usuários, como mensagens sobre celebridades que sofreram acidentes, contendo um link ou anexo que direcionava ao malware.

No ano passado, somente no Brasil, circularam 300 milhões de mensagens indesejadas. Por meio delas, os cibercriminosos compram e vendem produtos em nome de terceiros e fazem parcerias ilegais para roubar pessoas.

Spams no mundo
Segundo estudo realizado pela Trend Micro, no dia 14 de janeiro deste ano, foram registrados cerca de 102 milhões de e-mail indesejados em todo o mundo.

Nesse dia, o Brasil foi responsável pelo envio de 6,8% de todos os spams que circulavam, ficando atrás somente dos Estados Unidos e da Rússia, que enviaram 10,3% e 8,9% das mensagens, respectivamente.
 

Leia Também