Terça, 12 de Dezembro de 2017

MISSÃO IMPOSSÍVEL

Roteirista processa Tom Cruise
em mais de R$ 2 bilhões

8 FEV 2014Por FAMOSIDADES00h:00

 Timothy Patrick McLanahan acusou Tom Cruise de roubar um de seus roteiros para criar o mais recente filme da saga “Missão: Impossível”, e agora está processando o ator em US$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 2,4 bilhões).

O roteirista alega que tentou vender o projeto, intitulado “Head On”, escrito em 1998, mas que ele foi rejeitado pela indústria de Hollywood. O roteiro, então, teria sido enviado sem seu conhecimento para a agência Creative Artists Agency (CAAs), representante de Cruise.

Ao assistir “Missão: Impossível - Protocolo Fantasma”, Timothy se deu conta de que o enredo era o mesmo de sua criação e agora pede indenização por perdas e danos, levando em consideração que o longa arrecadou cerca de R$ 1,6 bilhão nos cinemas.

O advogado do astro, no entanto, nega a acusação. “Tom Cruise não roubou nada de ninguém”, assegurou ele, que acredita no arquivamento do processo pela Justiça.

Leia Também