Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Ronaldinho e Alexandre Pato brilham na vitória do Milan

Ronaldinho e Alexandre Pato brilham na vitória do Milan
01/03/2010 05:10 -


Os brasileiros Alexandre Pato e Ronaldinho Gaúcho decidiram o jogo e garantiram a vitória do Milan por 3 a 1 contra a Atalanta, pelo Campeonato Italiano. O resultado positivo em casa, no entanto, não alivia a situação da equipe do técnico Leonardo, que viu a Inter de Milão vencer a Udinese fora por 3 a 2 e manter a diferença de quatro pontos para os rivais. O resultado deixa a Inter com 58 pontos, enquanto o Milan vai a 54. O time rubronegro, porém, comemora o empate por 2 a 2 entre Napoli e Roma, que mantém a equipe da capital na terceira posição, agora com 51 pontos. A dupla brasileira decidiu a partida ainda no primeiro tempo. No primeiro gol, aos 30min, Pato definiu de voleio uma jogada que começou com um passe de calcanhar de Ronaldinho. Na sequência, aos 41min, o meia fez belo lançamento na área para o ex-atacante colorado cortar o goleiro e definir. Os donos da casa, porém, sofreram o gol aos 11min do segundo tempo, quando Valdes marcou para a Atalanta em um dos poucos ataques da equipe. A ordem foi reestabelecida na sequência, com uma ressalva para Ronaldinho. O brasileiro cobrou pênalti para o Milan aos 16min e perdeu, mas Borriello fez o terceiro no rebote do goleiro. Daí em diante, os comandados de Leonardo reduziram o ritmo e só acordaram na partida por causa de Alexandre Pato. O atacante deu um susto na comissão técnica ao sentir uma lesão muscular na coxa direita e deixar o campo de maca.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!