Domingo, 22 de Abril de 2018

TRECHOS CRÍTICOS

Rodovia BR-262 vai receber terceira pista, segundo Dnit

26 MAR 2011Por DA REDAÇÃO00h:05

O superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Mato Grosso do Sul, Marcelo Miranda Soares, confirmou oficialmente ao deputado estadual Roberto Rocha (PMDB) que a implantação de mais uma pista em trechos mais críticos já se encontra na fase de audiência pública para a licitação das obras do Programa Crema. 

Assim, está prevista a execução da pavimentação de terceiras faixas de rolamento em segmentos onde os estudos julgarem necessários, principalmente em locais onde as ultrapassagens ficam mais perigosas, como lombadas e curvas.

A construção de uma terceira faixa nos pontos críticos da rodovia entre Três Lagoas e Campo Grande foi solicitada pelo parlamentar, segundo sua assessoria. 

A rodovia

Importante via de escoamento de Mato Grosso do Sul, a Rodovia BR 262 teve um grande aumento no fluxo de veículos, principalmente caminhões, no trecho entre Campo Grande e Três Lagoas, já que dá acesso ao estado de São Paulo, grande centro consumidor. O aumento na quantidade de veículos também provocou o crescimento no número de acidentes graves, na maioria das vezes em ultrapassagens.

A BR-262  interliga os estados do Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Ela começa em Vitória no estado do Espírito Santo, passa por Belo Horizonte, Uberaba, Três Lagoas e Campo Grande e termina em Corumbá, junto à fronteira com a Bolívia.

A estrada percorre 195,5 km no estado do Espírito Santo, 999,8 km no estado de Minas Gerais, 316,7 km no estado de São Paulo e 783 km no estado de Mato Grosso do Sul. Entre Belo Horizonte e João Monlevade, a BR-262 e a BR-381 se unem, formando uma única rodovia.

Até 1964, no sistema antigo de numeração das rodovias federais, a atual BR-262 era conhecida como BR-31.O asfaltamento do trecho entre Belo Horizonte e Vitória foi concluído em 1968. O trecho entre Três Lagoas, Campo Grande e Corumbá foi concluído anos em 1986.

Leia Também