ESPORTES

Robinho é recebido com festa pelo Santos

Robinho é recebido com festa pelo Santos
02/02/2010 23:40 -


O Santos preparou uma grande festa para receber seu jogador mais ilustre da década passada. O atacante Robinho, que veio emprestado pelo Manchester City, foi apresentado a milhares de torcedores na Vila Belmiro ao lado do maior jogador da história do clube, Pelé, e da banda de rock local, Charlie Brown Jr. Acompanhado pelo rei, Robinho chegou ao estádio que o projetou para o mundo em um helicóptero, e, ao descer, correu com Pelé pelo gramado e fez embaixadinhas para a torcida. “Foi emocionante. Graças a Deus sempre tive ótimas lembranças do Santos e mesmo de longe sempre acompanhava como as coisas estavam. E chegar hoje, desta forma, vendo a Vila lotada, passou um filme na minha cabeça de todos os gols que eu fiz, dos torcedores felizes com as nossas vitórias”, comentou o Rei das Pedaladas. A estreia do astro santista deve ser mesmo no clássico contra o Tricolor paulista, como ele mesmo deixa no ar. “Nos vemos no jogo contra o São Paulo”, acenou o atacante, que vestiu a camisa especial do Santos feita em sua homenagem, com o número 7 às costas. De volta ao A lvinegro Praiano após ter sido vendido ao Real Madrid, há quatro anos e cinco meses, Robinho prometeu empenho dentro do clube para voltar à seleção brasileira. “Meu objetivo não é só seleção porque senão parece que eu vim aqui para treinar visando a Copa. Quero ser campeão paulista e da Copa do Brasil. Seria ótimo para mim, pois são dois títulos que eu não tenho. O principal para mim é jogar, DIVULGAÇÃO fazer gols e ser campeão. Como consequência vem a seleção”, concluiu.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".