RJ: TJ reduz pena do goleiro Bruno

RJ: TJ reduz pena do goleiro Bruno
15/08/2012 05:00 - terra


O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro reduziu, nesta terça-feira, para um ano e 2 meses de reclusão a pena do goleiro Bruno Fernandes. 

Também houve redução para 7 meses de detenção em regime aberto. Ele responde por sequestro, cárcere privado, lesão corporal, constrangimento ilegal e concurso material de Eliza Samudio, em dezembro de 2009. O réu já cumpriu a pena e o processo é considerado extinto.

Luis Henrique Romão, o Macarrão, também teve o pedido de acolhimento aceito para um ano e dois meses. 

O recurso do Ministério Público foi negado pela desembargadora que analisa o caso. 

Os acusados não estiveram no Rio de Janeiro.

Bruno completou dois anos de reclusão em julho deste ano e está em liberdade condicional, mas continua detido devido ao mandado de prisão referente ao assassinato da jovem.

Um dos advogados do goleiro, Francisco Simim, ressaltou que também aguarda o julgamento do habeas corpus do jogador pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em Brasília.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".