Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

MILIONÁRIOS

Riqueza no mundo vai disparar até 2020

5 MAI 2011Por REUTERS00h:01

Os ricos estão ficando mais ricos, especialmente nos mercados emergentes, afirma uma pesquisa sobre milionários em 25 países feita pela empresa de auditoria Deloitte.

Investimentos públicos e privados controlados pelas famílias mais ricas do mundo devem mais que duplicar em valor, para US$ 202 trilhões até 2020, ante US$ 92 trilhões este ano, afirma o levantamento.

Enquanto isso, o número de famílias com mais de US$ 1 milhão também vai subir, em dois terços, para milhões no mundo desenvolvido. Em mercados emergentes como Brasil, Índia e China, o número vai mais que dobrar, para 10 milhões.

A Deloitte prevê que a maior parte das famílias mais ricas do mundo continuará nos Estados Unidos e Europa, apesar da obsessão da indústria de administração de riqueza com os mercados emergentes.

"Não há dúvidas de que estes mercados são de fundamental importância no longo prazo, mas os gestores de fortunas não podem descuidar de sua base doméstica", disse Andrew Freeman, diretor executivo da Deloitte Center for Financial Services.

A Deloitte cita que China, Brasil, Rússia e outros mercados emergentes estão gerando novos milionários num ritmo mais rápido que nos mercados estabelecidos, impulsionados pela expansão de suas economias, preços de commodities e desenvolvimento.

Em dez mercados emergentes, a riqueza de famílias de milionários vai triplicar para US$ 25 trilhões, ante US$ 7 trilhões este ano.

Em 2020, a China vai provavelmente ingressar no grupo das dez economias com mais milionários, com um total de US$ 3,6 trilhões em riqueza.

Além disso, o milionário médio da Índia poderá ser mais rico que seu correlato nos Estados Unidos.

CHINA E BRASIL

Entre as economias emergentes, a Deloitte espera que a China continue a ser a força condutora no crescimento da riqueza dos milionários, seguida por Brasil e Rússia. Nas nações desenvolvidas, Austrália e Cingapura terão o ritmo de expansão mais rápido de milionários.

Cingapura, um centro de administração de fortunas no extremo oriente, pode superar a Suíça como região do mundo com maior fortuna por milionário até 2015, com US$ 4,5 milhões, segundo o levantamento, conduzido pela Oxford Economics.

Apesar disso, os Estados Unidos provavelmente continuarão como país com maior número de milionários no mundo, dobrando sua base para 20 milhões até 2020 em relação a este ano.

A riqueza dos milionários norte-americanos vai alcançar os US$ 87 trilhões até 2020, uma taxa de crescimento anual de 9%.

A riqueza medida no levantamento inclui ativos financeiros (ações, bônus e outros investimentos) e ativos não financeiros, incluindo residência principal, bens duráveis, participações em empresas e outros bens.
 

Leia Também