terça, 17 de julho de 2018

CINEMA

Rio vai pagar R$ 850 mil por duas cenas de 'cartão postal' em 'Amanhecer'

9 NOV 2010Por folha online06h:42

A RioFilme vai repassar US$ 500 mil (cerca de R$ 849 mil) para a produção do filme "Amanhecer", que tem cenas gravadas nas cidades do Rio de Janeiro e Paraty.

A assinatura simbólica do contrato aconteceu nesta segunda-feira (8), e contou com a presença do diretor do filme, Bill Condon, do produtor Wyck Godfrey, além de representantes da RioFilme, do Governo estadual e da Prefeitura do Rio.

Segundo Sérgio Sá Leitão, presidente da RioFilme, a produção do longa vai deixar US$ 3 milhões na cidade, além de gerar 500 empregos diretos.

Leitão disse que o investimento de US$ 500 mil estimulou a vinda da produção do filme para o país, e tem como contrapartida a inclusão de pelo menos duas cenas "de cartão postal" do Rio de Janeiro no filme, sem duração estipulada.

Segundo ele, a RioFilme terá uma linha de financiamento de US$ 3 milhões por ano para este tipo de ação. "Só vamos investir em filmes que sejam muito favoráveis ao Rio", disse.

A equipe de produção do filme "Amanhecer", o quarto da série "Crepúsculo", partiu nesta segunda-feira para Paraty, no litoral sul do estado.

Nesta madrugada, os produtores gravaram cenas noturnas no bairro da Lapa, no Rio.

"Queria algo vibrante da cidade para incluir no filme, e adorei tudo o que encontrei", disse o diretor do filme, Bill Condon, durante a coletiva.

Questionado sobre os problemas de segurança na cidade, o produtor Wick Godfrey se mostrou tranquilo. "Nos sentimos seguros aqui. A escritora pensou no Rio como local para se passar a história, e estamos satisfeitos", disse.

Em agosto deste ano, a imprensa internacional noticiou de que a equipe poderia abandonar o projeto de filmar no Rio depois de uma troca de tiros entre bandidos e a polícia no Hotel Intercontinental, na zona sul, quando 35 pessoas, incluindo turistas estrangeiros, foram feitas de refém.

Leia Também