domingo, 22 de julho de 2018

Show

Rio recebe Luan de braços abertos

14 DEZ 2010Por OSCAR ROCHA00h:00

A HSBC Arena é um espaço de eventos cravado num dos extremos da Barra, no Rio de Janeiro. Segundo o site do local, comporta 18 mil pessoas, confortavelmente.  No último sábado, às 21h35min, o local estava completamente lotado. O motivo era a gravação do segundo DVD da carreira do astro pop sertanejo Luan Santana. “O primeiro tinha que ser feito na minha terra, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, mas este decidi que tinha ser feito no Rio de Janeiro. Aqui, o sertanejo está forte. O Rio está com o coração sertanejo”, afirmou o cantor diante da plateia, formada, na grande maioria, por crianças e jovens. Como é o caso da estudante Janaína Gonçalves da Silva, 22 anos, sorteada numa promoção de emissora de rádio de Recife (Pernambuco), onde mora. “Antes, eu gostava muito do RDB, mas ao ver o Luan cantando na ‘Malhação’, virei fã”,  lembrou minutos antes  do início do show.

Fãs mais conhecidas também se juntavam ao público em geral nos elogios ao artista. “Ele é muito simpático e teve um carreira rápida. Tem  boa voz e o pontencial para continuar fazendo sucesso”, destacou a atriz Juliana Paiva, atualmente intepretando Valquíria na novela “Ti ti ti “, da Rede Globo.

No coro que pedia a presença de Luan no palco juntavam-se meninas de todos os pontos do País, incluindo um grupo que se revezou durante 3 semanas em frente da Arena, montando barracas, sendo mencionado por Luan ao longo do show. “Não acreditei quando me contaram. Aí, fui visitá-las. Essas meninas são demais”, elogiou o cantor.

A espera de todas foi recompensada. Ao longo de mais de duas horas e meia de gravação, Luan Santana fez o que seu público quer: cantou, correu, dançou e até alçou voo na Arena, auxiliado por fios, mostrando por que é o maior astro da música brasileira da atualidade.

Superprodução
Se o show de gravação do primeiro DVD, em agosto do ano passado, já tinha clima de superprodução, o atual se superou. Foram meses de ensaios, envolvendo mais de 800 pessoas, sendo que os cuidados técnicos foram extremos. Os efeitos apareciam a cada instante, os detalhes eram muitos. O palco, além da parte central onde ficavam os músicos acompanhantes, contava ainda com uma passarela de cerca de 4 metros, que levava a uma estrutura circular montada no meio do público. Também aparecia, na lateral, um outro ponto circular, este mais próximo do palco central. O cenário era constituído de telões de vários tamanhos, incluindo  duas estruturas circulares com cerca de 10 metros de altura, que projetavam a imagem do músico com bons efeitos dramáticos.

No total, Luan cantou 20 canções, sendo que algumas foram repetidas durante o show e outras depois de completado o roteiro. Numa decisão acertada, a produção do artista disponibilizou há alguns dias as novas músicas do artista que seriam incluídas na gravação do DVD. Com isso, a participação das fãs foi total ao longo do show – alterando gritos de guerra – “Luan, viemos aqui só pra te ver”, “Luan, o Rio te ama”, entre outros – com as letras decoradas das canções. Mesmo com as paradas das gravações, o ânimo não se alterou. O cantor sempre foi ovacionado.

Convidados especiais
A primeira participação da noite foi da cantora baiana Ivete Sangalo, que cantou com Luan a animada “Química de amor”, anteriormente gravada pela Banda Magníficos. A música teve que ser gravada duas vezes. Na primeira, Ivete, por problemas técnicos logo no início, não conseguiu ouvir a própria voz. Nas duas vezes, o público participou efusivamente. A outra participação foi da cantora mexicana Belinda com a canção “Minha menina”. A música que começa romântica, na segunda parte torna-se dançante. A terceira participação foi da dupla Zezé Di Camargo e Luciano. Num primeiro momento, Zezé aparece com a sanfona, enquanto Luan canta “Amor distante”, originalmente gravada por Zezé e seu irmão. Depois, com a presença de Luciano, os três cantam “Inquilina de violeiro”, gravada por várias duplas do passado. Mesmo sem empolgar tanto a plateia, foi um dos momentos mais bonitos do show, mostrando que Luan pode ir além do pop sertanejo que abraça até agora.

Em vários momentos solo, o cantor conseguiu envolver a plateia e mostrar emoção, como na canção “Vou voar”, na qual foi suspenso por cordas, sobrevoando o espaço que reunia o público. Outro instante emocionante foi quando, acompanhado de uma pianista, cantou uma balada romântica. “Nunca imaginei que minha música fosse chegar tão longe”, disse a certa altura do show.

Pelo que mostrou no sábado, Luan Santana tem tudo para continuar em alta e planejar novos planos para as próximas temporadas. O DVD deverá ser lançado nos primeiros meses de 2011.

Leia Também