Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

PANTANAL

Rio Paraguai pode chegar a 1 metro no fim do mês

25 OUT 2010Por DIÁRIO CORUMBAENSE09h:14

Baixando mais de dois centímetros por dia, em média nas últimas duas semanas, o rio Paraguai deve chegar à marca de 1 metro, na régua de Ladário, no final deste mês.  Já o nível para novembro ainda não é possível prever com exatidão, apontou o especialista da Embrapa Pantanal. “Temos um modelo de previsão e pelo menos até o dia 31 de outubro, a previsão é que o rio atinja a marca de 1 metro. Com relação a novembro não dá para ter uma precisão muito boa ainda, vai depender do início do período de chuvas”, afirmou ao jornal Diário de Corumbá o pesquisador Ivan Bergier.

"Se chover bastante é possível que o nível do rio não continue a descer, estabilize e comece a fase de enchente. Caso as chuvas demorem um pouco mais, é possível que possa descer mais. Tem que ficar atento à precipitação", alertou Bergier. Hoje, dia 25, a centenária régua ladarense marca 1,23 metro, nível dois centímetros menor que o registrado um dia antes.

A altura do rio baixou 40 centímetros entre os dias 08 e 25 de outubro, indica a medição da régua do Serviço de Sinalização Náutica do Oeste, do 6º Distrito Naval de Ladário. Análise dos dados históricos, registrados desde 1900 pela régua de Ladário, mostra que os menores níveis ocorreram mais vezes nos meses de novembro e dezembro.

Vários fatores, explicou o pesquisador, contribuem para determinar o período e a data de ocorrência da menor marca do ano. Há dependência da quantidade de água que vai evaporar na planície; do balanço da radiação; nuvem; da quantidade que vai chover na planície e na parte alta. Dependendo dessa conjunção de fatores o nível mínimo pode acontecer um pouco antes ou depois e numa magnitude maior ou menor em relação aos outros anos.

Novembro e dezembro

Dados históricos colhidos junto à medição feita pela régua centenária de Ladário mostram que a ocorrência das menores alturas do rio Paraguai é mais frequente nos meses de novembro e dezembro. Desde 1900, ela aconteceu 85 vezes nestes meses, sendo 50 só em dezembro. Em outubro o nível mínimo aconteceu em 18 situações. Em setembro apenas em quatro ocasiões. “Em setembro é muito raro o nível mínimo”, informou Bergier.

O Modelo de Previsão do nível do rio Paraguai em Ladário (Modelad), desenvolvido pelo especialista da Embrapa Pantanal, utiliza a medição da régua de Ladário e a série histórica de dados coletados desde 1900 pela Marinha.

Leia Também