Rio de Janeiro é o único Estado de fora da greve da Polícia Federal

Rio de Janeiro é o único Estado de fora da greve da Polícia Federal
07/08/2012 12:30 - terra


Policiais federais de 26 Estados e o Distrito Federal aderiram à greve convocada pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) nesta terça-feira. Até as 11h de hoje, apenas o Rio de Janeiro não havia aderido ao movimento grevista.

O presidente da Fenapef, Marcos Wink, lamentou a ausência do Rio de Janeiro, um dos Estados com maior efetivo do Brasil. "É lamentável que até o presente momento o Rio de Janeiro esteja fora deste movimento de luta dos colegas de todo o Brasil", disse Wink.

No restante do Brasil, osservidores pedem a reestruturação da carreira dos agentes, escrivães e papiloscopistas, melhoria salarial e concursos para os cargos do plano especial de cargos (PEC). Segundo o Conselho da Federação Nacional dos Policiais Federais, a expectativa é que o efetivo seja reduzido em 70%, o que deverá prejudicar o trabalho de emissão de passaportes, as investigações e os serviços de delegacia. Apenas as operações de fiscalização nas fronteiras, aeroportos e portos devem ser mantidas.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".