Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Pantanal

Revista internacional publica pesquisas realizadas em MS

4 MAI 2011Por MS Notícias23h:00

Produções científicas de professores e acadêmicos do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Universidade Anhanguera - Uniderp, de Mato Grosso do Sul, ganharam reconhecimento internacional.
 

Os artigos científicos de estudos sobre a biodiversidade do Pantanal foram publicados na primeira edição deste ano do Brazilian Journal of Biology, periódico científico com 71 anos de tradição, editado pelo Instituto Internacional de Ecologia.

Da Instituição participaram os professores Cleber J. R. Alho, José Sabino, Silvio Favero, Mercedes Mercante, Ademir Oliveira e ex-alunos da Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional.

Docentes e alunos das Universidades Federais de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso (UFMS e UFMT), e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) também contribuíram para essa edição. O Ph.D em Ecologia e Professor Orientador do Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Anhanguera - Uniderp, professor Cleber J. R. Alho é o editor - chefe desse volume especial da revista.

As publicações abordam os aspectos físicos, como o ciclo hidrológico dos rios, os habitats naturais pantaneiros e a riqueza de espécies de plantas e animais. "Os diversos artigos sobre a magnitude da biodiversidade de plantas e animais do bioma apontam para o grande desafio da região, diante da atual tendência de uso e ocupação do solo, com conseqüente conversão da vegetação nativa em pastos para a pecuária e campos para monocultura, particularmente soja", diz o professor.

"As publicações ressaltam dados recentes de desmatamentos com aproximadamente 15% do bioma pantaneiro e, mais grave ainda, 60% dos ambientes de Cerrado que originalmente cobriam os planaltos do entorno do Pantanal, onde nascem os rios que abastecem a planície de inundação", completa.

De acordo com Cleber J. R. Alho, a edição apresenta ainda um estudo sobre espécies exóticas invasoras introduzidas no Pantanal. "Organismos internacionais como a União Internacional para Conservação da Natureza identifica a questão de espécies invasoras como a terceira grande ameaça à biodiversidade.

A primeira é a questão da perda de hábitat natural, pelo desmatamento, e a segunda é a própria perda da biodiversidade em conseqüência dessas e outras perturbações ambientais", explica. Dentre as várias ameaças à biodiversidade do Pantanal, os artigos abordam a proliferação de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) nos rios que descem dos planaltos para a planície pantaneira, com efeitos ambientais para a migração de peixes e para a qualidade da água.

 

Os artigos podem ser acessados por meio dos links:

 

http://www.infocentral.com.br/ps/MIOLO_bjb_v71n1_suppl.pdf

http://www.infocentral.com.br/ps/CAPA_bjb_v71n1_suppl.pdf
 

Leia Também