Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Revista

Revista elege os melhores desastres musicas no ano de 2010

6 JAN 2011Por R704h:27

A Rolling Stone elege os desastres musicais que marcaram o ano, começando por Courtney Love e a tentativa de reerguer o Hole, lançando o álbum Nobody’s daughter, sem os ex-companheiros de banda. Melissa auf der Maur e Eric Erlandson mostraram que fazem falta.

Outro fiasco foi a esperada apresentação do The Who no show de intervalo do Super Bowl, um grande acontecimento no esporte dos EUA, algo que não ficou muito claro para Pete Townshend, que confessou nunca ter assistido uma partida de futebol americano. A música Who are you decepcionou e ainda causou má impressão, dando a entender que a banda agiu com descaso.

Outro mico foi o da cantora Christina Aguilera, que tentou fazer o estilo Lady Gaga no álbum Bionic e se transformou num fracasso comercial, o que culminou no cancelamento de sua turnê. A expectativa é que o filme Burlesque deixe no esquecimento o ano de 2010. Outro disco que não agradou muito foi o projeto solo do cantor do Jonas Brothers Nick Jonas, intitulado Who I am, ofuscado pela ascensão de Justin Bieber no coração das fãs.

 

Falando em fãs, alguns se decepcionaram, assim como a Rolling Stone, com o álbum póstumo de Michael Jackson. O último suspiro do rei gerou muita controvérsia, especialmente por causa do clipe Hold my hand, música que teve a participação de Akon. A publicação tascou o selo de reprovação porque o clipe reforça a fase da carreira que alimentou tanto os tabloides como o estereótipo excêntrico do cantor.

Leia Também