segunda, 16 de julho de 2018

CHILE

Resgate de mineiros termina com sucesso

13 OUT 2010Por Folha21h:08

Foram 69 dias de reclusão a 622 metros de profundidade --17 dias sem que o mundo lá fora soubesse se estavam vivos ou mortos. Após quase 23 horas de esforços, o Chile entra para a história nesta quarta-feira com uma operação de resgate sem precedentes, e os 33 mineiros ganham a atenção do mundo, num misto de heróis com celebridades.

Todos os 33 foram resgatados, e agora apenas os cinco membros da equipe de resgate devem ser içados à superfície por meio da cápsula Fênix. Florencio Ávalos entrou para a história como o primeiro mineiro a sair da mina, à 0h11. Igrejas de todo o país badalaram seus sinos para comemorar, atendendo a uma sugestão do presidnete Sebastíán Piñera.

Em 5 de agosto, a estrutura da mina San José cedeu, e deixou os 33 mineiros presos a mais de 600 metros de profundidade. O incidente na pequena mina de cobre e ouro no norte do Chile colocou a cidade de Copiapó (800 km ao norte de Santiago) no mapa do mundo.

Foi só em 22 de agosto, quando a esperança de encontrar sobreviventes já era ínfima, que funcionários da equipe de resgate ouviram batidas na máquina perfuradora que tentava encontrar os mineiros. Com poucas palavras, eles mandaram um recado: "Os 33 de nós no abrigo estão bem", dizia um bilhete colado à máquina.

Todos os mineiros foram recebidos na superfície com aplausos e gritos de guerra --"Chi-chi-chi-le-le-le"-- pelos milhares de familiares, jornalistas e curiosos que inundaram o acampamento Esperanza. A história de superação e sobrevivência chamou a atenção da mídia mundial. Cerca de 1.500 jornalistas estão no local para registrar os últimos acontecimentos do resgate, que foi transmitido ao vivo em todo o mundo.

Telões foram instalados em lugares públicos em todo o Chile para que o povo pudesse assistir e comemorar com a saída de cada um dos 32 chilenos e do boliviano. As igrejas em todo o país badalaram seus sinos para comemorar

O resgate bem-sucedido também foi um ponto positivo para a popularidade do presidente Sebastián Piñera, que esperou no local para abraçar a cada um dos mineiros na saída da cápsula Fênix, pintada em vermelho, azul e branco em homenagem às cores da bandeira chilena.

Leia Também