Sexta, 19 de Janeiro de 2018

NO CHILE

Resgate de mineiros deve ser antecipado em 30 dias

30 AGO 2010Por 07h:54

SANTIAGO

Os 33 trabalhadores soterrados em uma mina no Chile há 24 dias podem conseguir sair de lá em novembro, pouco antes dos quatro meses previstos. As autoridades do país estudam alargar um dos três dutos que está sendo usado para ventilação do abrigo onde estão os mineiros, a quase 700 metros de profundidade. Com isso, eles conseguiriam sair de lá cerca de 30 dias antes do previsto.
Os dutos são usados, além da ventilação, para comunicação e entrega de alimentos e água. A ideia agora é usar o último deles para tentar fazer o resgate dos trabalhadores. Mesmo que não seja possível retirá-los de lá com a ampliação do duto, os mineiros passariam a receber mais ventilação, o que melhora a condição do local onde estão, que tem altas temperaturas e muita umidade.
Cinco mineiros apresentam sinais de depressão e devem ser tratados por psicólogos que usarão um interfone para se comunicar. Eles receberão ajuda de médicos da Agência Espacial Norte Americana (Nasa) especializados em lidar com astronautas que ficam muito tempo confinados, e estão sendo orientados a usar a iluminação enviada, conforme o dia e a noite. Além disso, os parentes também estão enviando mensagens frequentemente para ajudar a animar os trabalhadores soterrados.
Enquanto isso, o plano inicial de perfurar um túnel de 60 a 70 centímetros deve começar. Durante meses, uma broca fará a perfuração para passar a cápsula que fará o resgate dos mineiros. Eles ficaram presos sob a terra depois que o principal túnel de acesso à mina se fechou, após um desmoronamento. Duas semanas depois, uma sonda conseguiu trazer à superfície um bilhete dos trabalhadores. Eles estão soterrados desde 5 de agosto e a previsão inicial era de que seriam retirados do buraco antes do Natal.

Fungos e feridas
Os mineiros mudaram seu acampamento para um ponto menos úmido, disse ontem o ministro da Mineração, Laurence Golborne. “Estão mudando seu acampamento do nível 105 para o nível 75, que fica em uma parte mais seca”, situada mais abaixo do atual ponto, disse Golborne à imprensa.
A distância do primeiro para o novo acampamento é de cerca de 300 metros, explicou o ministro. Os mineiros haviam montado o acampamento em um local bastante amplo, onde há diversas secções, improvisando um refeitório, um local de lazer, um dormitório e uma dispensa, mas o ponto era extremamente úmido e quente.
A alta umidade associada ao calor produziu fungos e feridas nos corpos de alguns mineiros, que já estão sendo tratados com medicamentos enviados da superfície, afirmaram as autoridades

Túnel
O ministro Golborne confirmou ainda que hoje terá início a perfuração para resgatar os mineiros. “Começaremos a perfurar amanhã (segunda)”, disse o ministro, assinalando que o início sofreu um pequeno atraso devido à demora de um avião que traz peças para a enorme perfuradora.
Com a perfuradora Strata 950, os técnicos farão um túnel vertical de cerca de 66 cm de diâmetro para retirar os mineiros, um a um. A mina de San José está situada na zona de Copiapó, 800 km ao norte de Santiago.

Leia Também