Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Representante da ONU apela para que governos invistam na formação de jovens

25 AGO 2010Por 00h:30
     

A diretora executiva do Fundo da População das Nações Unidas, Thoraya Ahmed Obaid, apelou ontem (24) para que os governos invistam mais na formação educacional e profissional dos jovens. Obaid disse que mais de um quarto da população mundial, equivalente a 1,8 milhão de pessoas, têm entre 10 e 24 anos. Em cada grupo de 10 jovens, nove vivem em países em desenvolvimento e precisam de apoio.

Segundo dados do fundo, a taxa de desempregados entre jovens aumentou em 2008, ulrapassando 12%. Na comparação geral, a taxa de desemprego na população adulta é de 4%, segundo a entidade. Cerca de 1,5 milhão de jovens (pessoas com menos de 24 anos) vivem com menos de US$ 2 por dia.

As informações são da Organização das Nações Unidas (ONU) e do fundo. Obeid fez o apelo durante a Conferência Mundial da Juventude, na cidade mexicana de Guanajuato. Segundo ela, a formação da juventude inclui amparar as necessidades de educação, saúde e emprego.

"Esperamos que o mundo ouça as vozes dos jovens que frequentam a conferência e aumente os investimentos na juventude, pensando na educação, na saúde, no emprego e na liderança, para que possam alcançar seu potencial máximo", disse Obaid.

A representante da ONU para a Juventude, a argentina Leila Mucarcel, disse que a situação é grave na América Latina. "A desigualdade é o que nos distingue de outras partes do mundo. Os níveis de rendimento que determinam o grau de acesso aos serviços de saúde reprodutiva e educação são baixos", afirmou ela.

Leia Também