Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Réplicas em miniaturas

2 MAR 10 - 05h:50
Ao contrário do que se pensa, o bonsai não é definido como uma árvore pequena. A palavra japonesa significa, na verdade, “árvore em bandeja”. Mas além de estar em um vaso, a planta precisa ser uma réplica da original na natureza, tendo de ser trabalhada artisticamente para obter efeitos como a ação do vento, entre outros. Segundo o floricultor Júlio Sato, de 48 anos, pode-se cultivar qualquer espécie como um bonsai, mas costuma-se dar preferência a plantas com folhas pequenas. O tamanho de um bonsai é configurado pelo espaço que as raízes têm para se desenvolverem. Por esse motivo, muitas vezes, a árvore permanece pequena. “Trabalhamos com restrição do crescimento por meio dos vasos, porém o mais importante é a poda inferior, onde o excesso de raíz é cortado”, explica Júlio. Se não for podada, a planta pode morrer em consequência da falta de nutrientes do solo. Júlio aconselha que a poda seja feita, em média, uma vez ao ano. “Se a pessoa não tiver treinamento e não conhecer bem a planta, deve levar o bonsai a um profissional, pois esta poda precisa ser feita com cuidado”, esclarece. Com preços que variam entre R$ 25 e R$ 3.500, os bonsais não devem ser vistos como objetos de decoração. “Mantê-los dentro de casa, longe do sol e da chuva, pode fazer com que faltem nutrientes necessários para seu crescimento. O correto é deixá-los em locais arejados. Os bonsais são uma forma de vida e devem ser respeitados”, pontua Júlio. Arte Bonsaístas costumam se designar como artistas. Isso porque o cultivo das árvores envolve estilos e manipulações para que as plantas ganhem a forma desejada. Arames, podas, quebras de galhos, tudo é utilizado para tornar a árvore em miniatura algo visualmente agradável. Para Júlio, o bonsai pode ser descrito como a mescla entre “arte, técnica, harmonia e equilíbrio”. Ao se trabalhar certos estilos – confira o boxe ao lado da foto para conhecer os principais –, bonsaístas utilizam principalmente a aramagem e a poda superior, que consistem no corte das folhas para dar o aspecto desejado. Arames são utilizados para fazer com que os galhos adquiram a forma desejada. Paciência O requisito principal para quem gostaria de trabalhar com bonsais é a paciência. Sem ela, é melhor manter-se longe destas réplicas miniaturizadas. Vale notar que se uma pessoa cultiva um bonsai desde a semente, levará no mínimo, um ano para começar a trabalhar na árvore. “Acredito que este seja o motivo pelo qual o bonsai está associado ao idoso, pois é uma arte que necessita de tempo”, explica Júlio, que tem pequenas árvores com mais de 30 anos. Para ele, um bonsai nunca está terminado. “Sempre podemos realizar alterações, podas diferentes e descobrir novas formas para as árvores”, conclui.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Elevadores falham no Regional e SES fará auditoria para descobrir responsável
VEJA O VÍDEO

Elevadores falham no Regional e SES fará auditoria para descobrir responsável

Criança adotada em MS é torturada pelos pais no Paraná
ESTADO GRAVE

Criança adotada em MS é torturada pelos pais no Paraná

STF: candidatura avulsa pode ser votada no 1º semestre, diz Barroso
BRASIL

STF: candidatura avulsa pode ser votada no 1º semestre, diz Barroso

Justiça mantém investigação da PF sobre propina no Detran
OPERAÇÃO LAMA ASFÁLTICA

Justiça mantém investigação da PF sobre propina no Detran

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião