sábado, 21 de julho de 2018

SAÚDE

Repelentes naturais no combate à dengue

4 JAN 2011Por DA REDAÇÃO17h:00

O Ministério da Saúde alerta que, para o verão de 2011, dez Estados brasileiros apresentam risco muito alto de enfrentar epidemia de dengue, nove Estados têm risco alto. As regiões como Amapá Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e Sergipe receberam alerta do Ministério da Saúde. Os estados de Alagoas, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte, São Paulo e Tocantins tem risco alto de epidemia de dengue no verão. Mato Grosso do Sul, Goiás, DF, Rondônia, Roraima e Acre apresentam risco moderado e os estados Rio Grande do Sul e Santa Catarina têm risco baixo.

Para prevenir e combater o mosquito da dengue neste verão a Rede Mundo Verde alerta sobre os cuidados e dicas de repelentes naturais, grandes aliados contra o mosquito.
A andiroba é uma árvore de grande porte encontrada desde o Paraguai até a América Central, ocorrendo principalmente em áreas úmidas da região amazônica. Das suas sementes se extrai um óleo que funciona como fagorrepelente, ou seja, tira o apetite dos insetos hematófagos, como pulgas, mosquitos, carrapatos, piolhos e moscas.

O óleo é usado na fabricação de velas de ação repelentede insetos, especialmente os mosquitos do gênero Anopheles, transmissores da malária. Recentemente descobriu-se que as velas feitas com andiroba espantam o mosquito que transmite à dengue (Aedes aegytpi).
A citronela é uma planta parecida com a erva-cidreira. É originária da ilha de Java na Indonésia e é utilizada em muitos países no combate aos insetos. É um produto natural que permite uma utilização segura para saúde humana e animal. Tem cheiro semelhante ao do eucalipto. Suas folhas têm um óleo essencial, rico em citronelal, geraniol e limoneno, que atua como repelente de moscas e mosquitos.

Leia Também