domingo, 15 de julho de 2018

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Repasse prevê reativação da radioterapia

22 DEZ 2010Por karine cortez04h:35

Com repasse de R$ 217,5 mil à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o Governo do Estado pretende reativar, nas próximas semanas, o serviço de radioterapia do Hospital Universitário (HU) de Campo Grande, segundo convênio entre a Secretaria Estadual de Saúde e a universidade publicado ontem no Diário Oficial do Estado. O contrato terá vigência de 12 meses e, segundo a diretoria do hospital informou, por meio da assessoria de imprensa da UFMS, não há previsão do dia exato para retomada dos trabalhos.

"O fato de ter sido publicado o extrato do convênio no Diário Oficial não significa que o dinheiro já está em caixa. O Governo nos prometeu repassar o valor ainda este ano, mas, como estamos no recesso de Natal e Ano Novo, acreditamos que não deverá sair agora", disse a diretoria, através da assessoria.

O equipamento da radioterapia está inoperante há dois anos e o hospital já deu várias explicações para o não funcionamento, inclusive, alegando problemas na documentação de importação exigida pela Vigilância Sanitária.

O recurso a ser repassado, segundo publicação, se destina à aquisição de equipamentos e materiais permanentes para o imediato funcionamento da radioterapia. A assessoria da UFMS explicou que se trata de peças de radioproteção, importantes para dar segurança a quem faz o tratamento e para quem trabalha no local. Entre elas, está a aquisição de dosímetro clínico, monitor de área e barômetro.

Fila de espera
A suspensão dos trabalhos no setor de radioterapia do HU, que já foi referência no tratamento contra o câncer em Mato Grosso do Sul, tem contribuído para o aumento na fila de espera. Hoje, pelo menos 166 pacientes estão no aguardo, segundo o Ministério Público Federal (MPF) de Mato Grosso do Sul.

Reportagem publicada pelo Correio do Estado no último dia 12 de setembro aponta que um terço dos pacientes do Estado acaba procurando atendimento médico no Hospital do Câncer em Barretos (SP). Em 2009, a cidade paulista registrou 17.595 serviços prestados a sul-mato-grossenses, enquanto 30.868 procedimentos foram feitos no Hospital do Câncer de Campo Grande e 3.968 no Hospital Regional Rosa Pedrossian.

Leia Também