Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

Repasse federal a MS cresceu 22% em fevereiro

24 MAR 2010Por 10h:07
O repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para Mato Grosso do Sul aumentou 22% em fevereiro. No mês passado, foram R$ 47 milhões, contra R$ 38,5 milhões de janeiro. Ao comparar o repasse de fevereiro deste ano com o mesmo período de 2009, o incremento chega a 12,5%. A s om a do s r ep a s s es de 2008 – considerado o mel hor ano na economia do Estado – é de R$ 510,82 milhões; em 2009, fechou com R $ 482 ,26 m i l hões, apontando recuo de R$ 28,55 milhões (-5,6%) considerando- se valores nominais. O deputado Paulo Duarte (PT) ressalta que essa perda não foi tão sign ificat iva. “No segundo mês do ano, já recuperamos mais de R$ 8 milhões e essa é a tendência: o Estado vai recuperar em três meses o que perdeu em um ano. Por isso é que votei contra o empréstimo que o Governo do Estado recebeu do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de R$ 79 milhões. Essa dívida foi desnecessária, além de limitar empréstimos futuros”. Os valores do FPE são oriundos principalmente do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto de Renda (IR). “O FPE é bom indexador, porque esses tributos refletem o crescimento da economia. A previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional está previsto em 6% e o aumento do repasse prova que essa tendência é real”. Região Centro-Oeste Além de Mato Grosso do Sul, os outros três estados da região Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso), também tiveram redução do FPE. Por receber o maior volume de repasses entre os estados da região, Goiás contabilizou a perda de R$ 60,95 milhões, comparando-se os anos de 2008 e 2009. No ano passado, o volume total desses recursos foi de R$ 1.029,38 bilhão e, em 2008, o total recebido fechou em R$ 1.090,34 bilhão. Também com recuo de R$ 49,48 milhões recebidos em 2009, Mato Grosso fechou o ano com R$ 835,60 milhões; já em 2008, os valores somaram R$ 885,09 milhões. A perda do Distrito Federal chegou a R$ 14,79 milhões, na comparação de 2008, que fechou com R$ 264,69 milhões e 2009, que encerrou o ano com repasses de R$ 249,89 milhões.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também