Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Repasse do Fundo de Participação dos Estados a MS cresce 1,6%

11 MAI 10 - 08h:02
VERA HALFEN

O repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE), no primeiro quadrimestre deste ano, em valores nominais, foi 1,6% maior que no mesmo período  do ano passado, porém, esse percentual não corrigiu nem mesmo o valor do dinheiro. A liberação de recursos da União, provenientes da arrecadação de tributos federais e repassados a Mato Grosso do Sul nos primeiros quatro meses do ano passado somou R$ 159,97 milhões. Neste ano, o volume recebido fechou em R$ 162,49 milhões.

De acordo com o advogado tributarista João Ricardo Dias de Pinho, esse acréscimo nominal (1,6%) não recompôs a perda inflacionária. Para o advogado, o que pode ter ocorrido é que durante o primeiro quadrimestre do ano passado vigorava a isenção, principalmente do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto de Renda (IR), que contribuiu para reduzir os preços dos bens de consumo, atraindo os consumidores para as compras.

Um bom exemplo foi a isenção de 100% do IPI sobre o carro 1.0 e 50% sobre os veículos até 2.0. Já a queda do repasse apurado no primeiro quadrimestre de 2010, segundo Dias de Pinho, é um indicativo de que aumentar impostos não aumenta a arrecadação, porque neste ano, com apenas parte da isenção sobre veículos, por exemplo, as vendas diminuíram e, por consequência, a arrecadação recuou e o repasse para os estados foi menor.
Para Dias de Pinho, os números mostram que o resultado é o inverso do que prega a União, que defende o aumento de impostos acreditando que gera maior arrecadação.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Atraso do Reviva prejudica <br>comércio e 35 lojas já fecharam
CAMPO GRANDE

Atraso do Reviva prejudica comércio e lojas fecham

Banco será  responsável por aditivo <br>em obra do Reviva Centro
REVIVA CAMPO GRANDE

Banco será responsável por aditivo
em obra do Reviva Centro

Sanesul pode perder concessão de serviços de saneamento em Dourados
IMPASSE

Sanesul pode perder concessão de serviços em Dourados

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quarta-feira: "Ganância desenfreada"

Mais Lidas