quarta, 18 de julho de 2018

Renda cresce e endividamento das famílias também

15 ABR 2008Por 20h:30
     

A renda da população cresceu nos últimos tempos, mas o comprometimento dela também. Famílias com maior poder aquisitivo conseguem poupar, mas aquelas com rendimento menor acabam se endividando mais quando o salário aumenta. De acordo com Pesquisa Trimestral de Intenção de Compra no Varejo, divulgada hoje pelo Programa de Administração de Varejo (Provar), enquanto no primeiro trimestre deste ano os consumidores destinavam 12,9% da renda aos financiamentos, no segundo trimestre o comprometimento previsto é de 13,9%. Segundo o coordenador geral do Provar, Claudio Felisoni de Angelo, a expectativa da elevação na taxa de juro básico (Selic) não deve gerar impacto imediato no consumo. Na avaliação de Claudio Felisoni de Angelo, o consumo que foi o grande responsável pelo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado deve ser menor em 2008, enquanto a inflação deve mesmo subir acima das projeções iniciais.

 

Com informações do Invest News

Leia Também