Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Renault é advertida e FIA expulsa Briatore da Fórmula 1

21 SET 2009Por 11h:30
     

        A escuderia de Fórmula 1 Renault poderá continuar competindo, mas ficará sujeita a dois anos de suspensão, caso cometa outra infração até 2011, por ter mandado o piloto brasileiro Nelsinho Piquet bater o seu carro no Grande Prêmio de Cingapura, em 2008, de acordo com um comunicado da Federação Mundial de Automobilismo (FIA) divulgado nesta segunda-feira.  A FIA também decidiu excluir definitivamente da Fórmula 1 o ex-diretor-geral da escuderia, Flavio Briatore, considerado o principal responsável pelo caso. O ex-diretor de engenharia da Renault, Pat Symonds, não poderá participar de atividades relacionadas ao esporte automobilístico durante cinco anos. Já os pilotos Nelsinho Piquet Júnior e o espanhol Flávio Alonso, que compareceram à sede da entidade, em Paris, para prestar depoimento nesta segunda-feira, foram isentos de qualquer responsabilidade no caso.

        Com informações do Estadão

Leia Também