Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Remédios naturais em excesso podem causar mutações

19 SET 2008Por 20h:00
     

        Mesmo para medicamentos ?naturais?, supostamente ?sem contra-indicações?, ainda vale a regra estabelecida pelos antigos gregos: a diferença entre remédio e veneno é apenas de dose. Essa é a principal conclusão de trabalhos apresentados durante o 54. Congresso Brasileiro de Genética, que termina nesta sexta (19) na capital baiana. Pesquisadores que estudam produtos da farmacopéia popular brasileira, como própolis, casca de cajueiro e alecrim-do-campo, mostraram que, em doses altas, esses remédios podem causar mutações potencialmente perigosas no DNA. Em doses pequenas, no entanto, há o efeito oposto: a proteção contra danos no material genético.

        Com informações do site G1
        

Leia Também