terça, 17 de julho de 2018

Religioso é acusado de abusar sexualmente de 15 jovens no Chile

16 MAR 2010Por 12h:30
     

A Congregação dos Clérigos de San Viator manifestou nesta terça-feira sua "consternação" depois da revelação de que um de seus membros está detido no Chile por posse de pornografia infantil e que teria abusado de pelo menos 15 jovens em colégios espanhóis. "Com pleno respeito ao princípio de presunção da inocência, nos sentimos consternados ante as suspeitas relacionadas à prática de um crime e de uma falta de moralidade tão grave", afirmaram os Clérigos de San Viator em um comunicado. As acusações, "em si mesmas, já supõem uma lesão à reputação de nossos centros e daqueles que neles trabalham, da Congregação e da própria Igreja", afirmaram. Os religiosos reagiram desta maneira à informação divulgada nesta terça-feira pelo jornal El País sobre um de seus membros, que é mantido em prisão preventiva por posse de pornografia infantil desde agosto de 2009 no Chile, onde lecionava desde janeiro de 2008 na Universidade São Tomás de Santiago do Chile.

Com informações do Diário Online

 


Leia Também