Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

TRAGÉDIA NO RIO

'Relaxa, gordinho, eu não vou te matar', disse atirador a aluno

8 ABR 2011Por TERRA00h:00

O estudante Mateus Moraes, 13 anos, ficou frente a frente com o atirador de Realengo. "Pedi para ele não me matar e ele disse: 'Relaxa, gordinho, eu não vou te matar'. Enquanto ele recarregava a arma eu ficava orando. Deus me salvou", disse o menino, aluno da turma 1801, que estava na sala 03, a segunda invadida pelo atirador.

Mateus contou que, após ouvir os primeiros tiros, a professora de Português, que dava aula no momento, saiu da sala para ver o que estava acontecendo. Logo depois o assassino apareceu.

"Ele entrou na sala e começou a atirar. Todo mundo se jogou no chão, tentando se escoder embaixo das mesas, mas ele foi atirando. Entrou e saiu da sala umas quatro vezes. Fiquei com muito medo de morrer, mas permaneci em pé e ele mandou sair da frente. Aí a polícia entrou e começou a gritar: 'Quem tá vivo sai', e saímos correndo. Mas vários amigos ficaram deitados, amontoados no chão", afirmou o estudante.

Leia Também