Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

são paulo

Relatório atribui a PMs 150 assassinatos

25 MAR 11 - 07h:41folha online

 Relatório da Polícia Civil paulista aponta grupos de extermínio formados por PMs como responsáveis pelo assassinato de 150 pessoas na capital entre 2006 e 2010, informa a reportagem publicada na edição desta sexta-feira da Folha de São Paulo.

Entre as vítimas, 61% não tinham antecedentes criminais. Outras 54 pessoas foram feridas em atentados em que PMs são suspeitos --69% sem passagem pela polícia.

O relatório foi produzido no ano passado e aponta motivações para os assassinatos: 20% por vingança; 13% por abuso de autoridade; 13% pelo que o relatório chama de "limpeza" (assassinato de viciados em drogas, por exemplo); 10% por cobranças ligadas ao tráfico e 5% por cobranças de jogo ilegal; 39% sem razão aparente.

Alguns PMs da lista estão presos. Eles negam os crimes. O Comando-Geral da corporação não se manifestou nem informou exatamente quantos homens já puniu.

A investigação, a cargo do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), aponta dois grupos de extermínio de PMs: um da zona norte, outro da zona leste.

Cerca de 50 PMs são suspeitos de formar e unir os grupos para assumir o controle do tráfico de drogas e explorar jogos de azar.

  Editoria de Arte/Folhapress  
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Governo revoga portaria que suspendia avaliação de alfabetização
POLÊMICA

Governo revoga portaria que suspendia avaliação de alfabetização

ATA DO COPOM

Economia segue operando
com alto nível de ociosidade

Na semana passada, o Copom manteve a Selic em 6,50% ao ano
COSIP

Vereadores querem criar CPI sobre custeio da iluminação pública

Relatório apontou várias irregularidades em relação a esta cobrança
Prefeitura abre concursos <br> com salários de até R$ 10 mil
30 VAGAS

Prefeitura abre concursos com salários de até R$ 10 mil

Mais Lidas